imposto automóvel
Isenção imposto sobre veículos (ISV) para famílias numerosas
Agosto 7, 2015
Automóveis Elétricos
Incentivos à compra de automóveis elétricos e híbridos plug-in
Junho 20, 2017
imposto automóvel
Isenção imposto sobre veículos (ISV) para famílias numerosas
Agosto 7, 2015
Automóveis Elétricos
Incentivos à compra de automóveis elétricos e híbridos plug-in
Junho 20, 2017

Vantagens de aderir ao Débito Direto

Débito direto

O débito direto é uma modalidade de pagamento não obrigatória, usada para se efetuar pagamentos de despesas periódicas. Este método consiste em debitar diretamente um determinado montante da conta à ordem de quem contrata esta modalidade.
Seguem-se algumas das vantagens associadas a este método de pagamento:

1. Permite poupar dinheiro

Aderir ao débito direto, geralmente, não tem custos adicionais, sendo, portanto, a sua utilização gratuita. Ao utilizá-lo evita alguns esquecimentos e, consequentemente, o respetivo pagamento de multas ou juros por não ter cumprido o prazo limite.

2. Permite maior controlo e planeamento do orçamento mensal

Ao longo do tempo, deve confirmar se os pagamentos estão a ser efetuados corretamente. É possível definir prazos para a autorização de pagamentos, caso pretenda esta modalidade até (dentro de) uma determinada data. Desta forma, consegue controlar melhor as suas finanças.

3. É seguro

Antes de o débito direto ser realizado, o cliente receberá sempre a fatura para que possa conferir o montante. Caso verifique algum engano, poderá cancelar a operação junto do seu banco. Se constatar o erro só depois de o débito ter sido realizado, poderá legalmente solicitar a retificação da fatura e o respetivo reembolso. No entanto, prefira sempre entidades certificadas, com selo de qualidade e segurança, assim como websites que comecem com o protocolo “https”.

4. Cómodo e Rápido

Ao aderir ao débito direto, não precisa mais de se preocupar com prazos de pagamento. A sua ativação pode efetuar-se através de uma caixa multibanco ou no portal do seu banco.

No entanto, para que tudo corra bem, aqui ficam alguns conselhos:
– Não use o débito direto como forma de esquecer as suas obrigações. É necessário verificar as suas contas;
– Coloque sempre um limite no valor das autorizações de débito;
– Garanta que a sua conta à ordem dispõe dos fundos necessários;
– E, por último, confirme sempre se os débitos correspondem às faturas que lhe dizem respeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *